Empresas mais reclamadas em 2017 - Confira o ranking do Procon

Publicado por SECOM em: 03/01/2018


O Procon-Itajubá divulga o ranking das empresas mais reclamadas no ano de 2017. As empresas de telefonia lideram o ranking das mais reclamadas, seguidas por bancos, fabricantes de eletrônicos e operadoras de TV por assinatura e internet. Em números absolutos, nos quais também são computados os atendimentos do retorno da CIP e o extra-procon (modalidades de atendimento que não recebem classificação do SINDEC¹), o Procon registrou em 2017, um total de 4.329 atendimentos.

Atendimento realizados

Do total de atendimentos classificados em 2017, as áreas mais demandadas foram:

- Assuntos Financeiros: 27,76%
- Serviços Essenciais: 25,93%
- Produtos: 25,61%,
- Serviços Privados: 15,18 %

Os setores de Alimentos, Habitação, Saúde e outros, corresponderam, juntos, ao total de 5,52% dos atendimentos.

Confira o Ranking de Atendimentos do Procon 2017:

Período: 01/01/2017 até 31/12/2017

Ranking / Nome / Total / Porcentagem

1º - Oi Móvel - 430 - 11,83%
2° - Telefônica Brasil - 246 - 6,77%
3º - Claro - 167 - 4,59
4º - Caixa Econômica Federal - 162 - 4,46%
5º - Cemig Distribuição - 159 - 4,47%
6º - TIM Celular S/A - 123 - 3,38%
7º - Sky Brasil Serviços Ltda. - 84 - 2,31%
8º - Banco Mercantil do Brasil - 81 - 2,23%
9º - Banco Bradesco - 77 - 2,12%
10º - Motorola - 77 - 2,12%
11º - Magazine Luiza - 68 - 1,87%
12º - Itaú Unibanco - 62 - 1,71%
13º - Samsung Eletrônica - 62 - 1,71%
14º - Banco do Brasil - 58 - 1,6%
15º - Embratel - 53 - 1,46%


Reclamação (Processo Administrativo Formal)

O Procon entende por reclamação os problemas não solucionados pelos canais intermediários de atendimento, quando surge a necessidade de abertura de Processo Administrativo formal após as tentativas de solução inicial ².

Do total de 405 reclamações finalizadas em 2017, as áreas mais reclamadas foram:

- Serviços Essenciais (telefonia fixa e móvel e energia etc.): 35,06%.
- Produtos (eletroeletrônicos, móveis etc.): 30,12%
- Assuntos Financeiros (cartão, financiamento, banco): 19,51%
- Serviços Privados (provedores de acesso e serviços de internet, cursos etc.): 14,07%
- Saúde (coberturas obrigatórias, prazo de atendimento, e reajuste): 1,23%

Confira o ranking das empresas que responderam Processo Administrativo no Procon em 2017:

Período: 01/01/2017 até 31/12/2017

Reclamações

Ranking / Nome / Total / Porcentagem

1º - OI Móvel S/A - 131 - 30,11%
2º - Banco Mercantil do Brasil - 22 - 5,06%
3º - Motorola - 21 - 4,83%
4º - Cemig Distribuição S/A - 19 - 4,37%
5º - Samsung Eletrônica da Amazônia Ltda. - 18 - 4,14%
6º - B2W - Comp. Global do Varejo - 12 - 2,76%
7º - Nova Casa Bahia - 10 - 2,3%
8º - Banco Bradesco - 8 - 1,84%
9º - Claro - 8 - 1,84%
10º - CNova Comércio Eletrônico - 8 - 1,83%


[1] Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça.
[2] Atendimento Preliminar, Carta de Informações Preliminares (CIP), Retorno da CIP, Simples Consulta, e Extra-Procon.

Mais informações: RANKING